2014 | 2018 | [?]

A ideia dessa visualização foi inspirada nesta outra. Nela, cada som tocado é um gol marcado, com o momento em que é tocado sendo diretamente proporcional ao número de minutos jogados na Premier League. Aqui, a ideia é basicamente a mesma, com cada nota sendo tocada no momento em que o gol foi marcado naquele jogo. Porém, criar um som diferente para cada uma das 32 equipes da Copa do Mundo seria muito trabalhoso. Então foi usado sempre o mesmo instrumento, mas com notas diferentes de acordo com o número da camisa do jogador que marcou o gol. Para não ficar dissonante, escolhi uma escala pentatônica em Dó Maior, o que me garantiria que as notas não soariam estranhas se tocadas juntas ou muito próximas. Assim, apenas as notas dó, mi, sol e lá são tocadas (C, D, E, F, A). O som original é uma nota dó de piano (C4). Ela ficou com a camisa 10, e as outras tem o seu tom calculado usando uma fórmula matemática para calcular a frequência. 1 = D2 2 = E2 3 = G2 4 = A2 5 = C3 6 = D3 7 = E3 8 = G3 9 = A3 10 = C4 11 = D4 12 = E4 13 = G4 14 = A4 15 = C5 16 = D5 17 = E5 18 = G5 19 = A5 20 = C6 21 = D6 22 = E6 23 = G6 Porém, caso o gol marcado tenha sido contra, a nota usada é um semitom acima do escolhido para o número da camisa, justamente para destoar do resto da escala. Além disso, o acorde que permeia o som de fundo é composto por duas notas, definidas de acordo com a confederação à qual as seleções daquele jogo em questão pertencem. Por exemplo, se o jogo atual for Brasil x Croácia, as notas correspondentes à CONMEBOL e à UEFA são tocadas simultaneamente. A seleção que joga à esquerda na tabela da FIFA tem seu tom tocado na caixa esquerda, e, analogamente, a seleção da direita tem seu tom tocado na caixa direita. A nota escolhida para cada confederação também vem da escala pentatônica em dó maior escolhida acima. Cada confederação ficou com uma. AFC = G2 CAF = A2 CONCACAF = C3 UEFA = D3 CONMEBOL = E3